Uma Epic para chamar de minha!

Quando monto uma bicicleta, não monto simplesmente uma mountain bike, ou uma road bike. Monto uma infinidade de pequenos projetos, uma soma de muita espera, pesquisa e escolhas. Se fosse só uma montagem para publicação seria simples: como dizem na gíria popular “são só negócios”, apenas geração de conteúdo. Acontece que quando essa escolha é a sua bicicleta pessoal, que você vai olhar todos os dias durante algum tempo (o que pode significar muito para mim e pouco para você, e vice-versa), que você vai pedalar e comparar com seu desempenho em todas as outras bicicletas que teve, a coisa muda! Sem falar num aspecto essencial de cada um que tem uma bicicleta: amor.

Desde o lançamento da nova Epic HT ainda no ano passado (setembro de 2019) eu venho montando esta bicicleta. Foi um caso de amor desde o primeiro dia, no quesito beleza e no desempenho de uma forma geral. Porém alguns detalhes da montagem estavam difíceis de solucionar (devido ao meu perfeccionismo e possibilidade de acesso a componente mundo afora). Um dos dilemas foi resolvido com o lançamento da nova Rock Shox SID SL Raceday. Faltava apenas encontrar um avanço que atendesse aos rigorosos critérios de beleza, leveza e rigidez… Até que em janeiro de 2020 descobri o já anunciado avanço Intend Grace XC (volte 2 posts). Alguns meses se passaram, o mundo virou de cabeça para baixo, e a espera que deveria ser de pouco tempo se estendeu por meses…

Agora finalmente consegui todas as peças do meu quebra-cabeça, e o jogo está completo! O objetivo nunca foi atingir o menor peso – longe disso, a  bicicleta deve atender as minhas necessidades de segurança e usabilidade em primeiro lugar. Já se foi o tempo onde montava bicicletas para fotos com pneus impossíveis de utilizar. Hoje o que você vê é o que de fato eu uso! Não tem peça mole, pneu sem selante e sem grip, peças que não sejam de fato seguras e confiáveis (e principalmente rotores que não freiam)!

Xeque-mate. A melhor hardtail que já tive em toda a vida. Espero que gostem!

Antes de quaisquer críticas a respeito da ausência do “Garmin” ou do suporte de caramanhola, suprimi estes detalhes. Mas eu não consigo viver sem os suportes lendários da King (titânio e fazem parte da historia do mtb) e o SRM PC8 (apesar do visual desatualizado nada bate o funcionamento).

SRAM PC8 – simplesmente imbatível.

Descrição de peças e peso:

PEÇA MODELO PESO
CENTRAL SRAM BSA DUB 68/73 77
FREIOS MAGURA MT8 SL RACELINE 452
CASSETE SRAM XX1 EAGLE 10-50 RAINBOW 359
CORRENTE 12 SPEED SRAM XX1 EAGLE RAINBOW 255
PEDIVELA SRAM XX1 QUARQ DUB SL AXS + CARBON TI 36T 525
CAMBIO SRAM XX1 EAGLE AXS + CERAMIC SPEED OSPW 372
SUSPENSÃO ROCK SHOX SID SL RACEDAY 100MM + LOCKOUT GRIP 1367
QUADRO SPECIALIZED EPIC HARDTAIL S-WORKS 2020 WHITE M SIZE 945
GRIPS ESI GRIPS EXTRA CHUNKY 71
GUIDÃO MCFK 720MM 6º UD FINISH 128
HEADSET CANECREEK 65
TOPCAP SUPAZAZ + TI PARAFUSO 19
ESPAÇADOR SPECIALIZED CARBON 25
PEDAL CRANKBROTHERS EGGBEATER 11 + SLEEVE 185
SELIM TUNE SPEEDNEEDLE 20TWENTY ALCANTARA 97
CANOTE MCFK 30.9 UD FINISH 139
TROCADOR SRAM XX1 EAGLE AXS 71
AVANÇO INTEND GRACE XC 79
PNEU D MAXXIS ASPEN 2.25 3X EXO TR 662
PNEU T MAXXIS ASPEN 2.25 3X EXO TR 665
TUBES MUCOFF SEALANT 150
ROTORES MAGURA STORM SL 160 + DT SWISS ADAPTER 234
RODAS BIKEAHEAD BITURBO RS CL BOOST XD 1179
VALVULAS 45MM TUBELESS ALLOY 65
PESO TOTAL 8186

 

Considerando que a bicicleta “original” usa Pneus S-Works Renegade 2.1, na mesma configuração a bike reduziria de 300 gramas, então teríamos uma MTB com aproximados 7.800g.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui