Carbon-ti – Visita

O trânsito nos arredores do aeroporto de Milão já mostrava o que os 120km de viagem guardavam pela frente: caos, muita chuva, e engarrafamentos que nada perdem para os brasileiros. Somando as condições externas ao conforto do nosso “exclusivíssimo” Fiat Panda, foram 4 horas com apenas um pensamento em mente: é bom valer a pena. E como valeu !

 

Fundada em 1990, a LLS está hoje entre as empresas líderes do setor de fabricações mecânicas em titânio. É uma empresa segmentada, que além das peças Carbon-ti produz um leque abrangente altamente reconhecido na motovelocidade e na aeronáutica. Situada na Brescia, província italiana da região de Lombardia com aproximadamente um milhão de habitantes, a empresa exporta cerca de 50% da sua produção. O reconhecimento internacional veio rápido, graças ao profissionalismo de seus dirigentes e à qualidade do material utilizado.

 

Fomos recebido pelo famoso Marco Monticone. Administrador do Light-bikes italiano, um verdadeiro aficionado pelas bikes leves da maneira que elas devem ser: seguras e confiáveis.

 

Após as calorosas boas vindas no escritório do “chefe” das peças leves, pudemos conhecer a fábrica e nos deparamos com bons exemplos de qualidade e perfeição. O orgulho e o comprometimento são visíveis na gravação da marca em cada peça, mesmo que seja um simples parafuso.

A empresa possui uma série de máquinas de alta tecnologia: fresas, tornos de CNC, máquinas de corte a laser, entre outras. Os rotores e coroas em carbono são produzidos e montados manualmente. Encontramos um dos funcionários preparando as partes de carbono para posterior montagem com a parte de alumínio e/ou titânio. Com a tecnologia atual, a técnica foi aperfeiçoada para garantir que não ocorra o “descolamento” de ambas as partes.

 

O mais interessante (para não dizer muuuito legal!!!) foi levantar as varas e placas de carbono e titânio com apenas um dedo, antes de serem esculpidas e se transformarem no próximo parafuso ou coroa das nossas bicicletas! Conhecemos também a área restrita, com as máquinas mais visadas pela concorrência, de onde não trouxemos nenhuma imagem senão as gravadas em nossas memórias.

Depois de tantas visitas a fábricas de peças na Europa, a LLS definitivamente se destacou pela qualidade na busca por excelência, pelo reconhecimento e valorização do ciclismo, e pelos braços (e portas) abertos ao mercado latino-americano.